Seu comentário é o nosso combustível, Comente!

25 de dez de 2008

Dar é Dar

Dar não é fazer amor.

Fazer amor é lindo, é sublime, é encantador, é esplêndido.

Mas dar é bom pra cacete.

Dar é aquela coisa que alguém te puxa os cabelos da nuca...

Te chama de nomes que eu não escreveria... Não te vira com delicadeza...

Não sente vergonha de ritmos animais. Dar é bom.

Melhor do que dar, só dar por dar.

Dar sem querer casar... Sem querer apresentar pra mãe...

Sem querer dar o primeiro abraço no Ano Novo.

Dar porque o cara te esquenta a coluna vertebral... Te amolece o gingado...

Te molha o instinto. Dar porque a vida é estressante e dar relaxa.

Dar porque se você não der para ele hoje, vai dar amanhã, ou depois de amanhã.

Tem pessoas que você vai acabar dando, não tem jeito.

Dar sem esperar ouvir promessas, sem esperar ouvir carinhos, sem esperar ouvir futuro.

Dar é bom, na hora. Durante um mês. Para os mais desavisados, talvez anos.

Mas dar é dar demais e ficar vazio. Dar é não ganhar.

É não ganhar um eu te amo baixinho perdido no meio do escuro.

É não ganhar uma mão no ombro quando o caos da cidade parece querer te abduzir.

É não ter alguém pra querer casar, para apresentar pra mãe,
pra dar o primeiro abraço de Ano Novo e pra falar: "Que que cê acha amor?".

É não ter companhia garantida para viajar.

É não ter para quem ligar quando recebe uma boa notícia.

Dar é não querer dormir encaixadinho... É não ter alguém para ouvir seus dengos...

Mas dar é inevitável, dê mesmo, dê sempre, dê muito.

Mas dê mais ainda, muito mais do que qualquer coisa, uma chance ao amor.

Esse sim é o maior tesão.

Esse sim relaxa, cura o mau humor, ameniza todas as crises e faz você flutuar.

Experimente ser amado...

(Luiz Fernando Veríssimo)

____________________________________________

Para saber que tudo isso é verdade basta Viver!
Só podia ser desse gênio chamado "Luiz Fernando Veríssimo"...

17 comentários:

Evelen Trindade 25 dezembro, 2008  
Este comentário foi removido pelo autor.
Fernando 25 dezembro, 2008  

Realmente o blog anda arrepiando muito!!! Parabéns!!!

Mijei 26 dezembro, 2008  

Passando pra desejar que seu ano novo seja otimo, e muito sucesso pra vc e para o seu blog!

abraços


Mijei de Rir - Alegria e diversão!

Giuliana 27 dezembro, 2008  

Veríssimo destróóóói, e tudo é verdade, meu Deus, hahahaha!

Anônimo 30 dezembro, 2008  

q lindo...vou kibar e por no meu orkut rsrs

Roberto Kuelho 30 dezembro, 2008  

Hehehe... Coisa boa viu?
Parabéns pelo blog não conhecia! Dá um pulinho lá no meu se puder!
Parabéns, tá massa!
Ao passar deixa um recadinho!
Que tal a política de parceiria?
abração!

Blog do Kuelho

www.robertokuelho.blogspot.com

Marília 30 dezembro, 2008  

não acho que seja do veríssimo... não tem a cara dele. onde foi publicado?

pri 01 janeiro, 2009  

Se foi ou não Veríssimo, o cara que escreveu isso sabia o que tava escrevendo.
O blog está cada vez melhor!
Parabéns!
Que 2009 seja melhor!

Ninguém* 03 janeiro, 2009  

Show!

Claudine 14 fevereiro, 2009  

COMO ELE SERÁ QUE ELE CONSEGUE DISCREVER O SINTO E PENSO SOBRE A MARAVILHOSA ARTE DE "DAR". É ISSO AI VAMOS ABOLIR TODOS OS PRECONCEITOS, SEXO POR SEXO É MARAVILHOSO, MAS NÃO DEVEMOS ESQUECER QUE CAMISINHA É INDISPENSÁVEL...

val 28 fevereiro, 2009  

eu sempre quero dar...mas nem sempre há alguém pra isso...

vinicius 14 abril, 2009  

se vc quiser pode dar pra mim ;)

Anônimo 07 maio, 2009  

kkkkkkkkkkk

Anônimo 26 maio, 2009  

Sorry mas este texto é da Tati Bernardi.

Anônimo 30 junho, 2009  

Realmente.. nem cara de Verissimo tem!

maravilhajane 22 setembro, 2009  

Cara, em tempos onde estamos cada vez mais distantes e carentes de bons sentimentos, nada como ler e absorver boas palavras sobre as consequencias de nossas escolhas afetivas. Viva o Amor! Viva para o amor!

drika 17 outubro, 2010  

Esse texto é otimo, mas é da Tati Bernardi, não do Fernando =)

Tradutor

Participe

Arquivo